A escolha do guarda-roupa é uma etapa muito importante depois de comprar uma casa com a imobiliária. Afinal, esse móvel não apenas contribui com a decoração, mas também ajuda na organização dos moradores em relação às roupas, acessórios e outros pertences.

A boa notícia é que existem os mais diferentes modelos de guarda-roupas, sendo possível encontrar aquele que mais atende às suas necessidades e preferências. Contudo, justamente por essa grande variedade, é comum ficar confuso na hora de escolher a opção ideal. Então, pensando em te ajudar, preparamos o post de hoje com as melhores dicas de como escolher seu guarda-roupa. Vamos lá?

Tire todas as medidas

Como escolher o guarda-roupa ideal?
Foto de Max Vakhtbovych

O primeiro passo é medir o quarto, observando a largura, comprimento e altura das paredes. Além disso, se possível, faça uma planta baixa em escala, incluindo outros elementos que fazem parte do ambiente, como cama, mesa de cabeceira, poltrona, etc. Da mesma forma, analise a quantidade de roupas que possui e quantas pessoas irão utilizar o móvel. Afinal, de nada adianta comprar um guarda-roupa pequeno, se ele não for capaz de acomodar seus pertences.

Faça uma boa pesquisa

Depois de considerar o tamanho adequado para o guarda-roupa, é hora de começar a pesquisar as alternativas no mercado. Você pode optar por comprar em lojas físicas, on-line ou para fabricar sob medida, mas independente de qual escolher, é importante que você tenha diferentes opções para comparar. Dessa forma, você terá uma base maior para entender qual é a alternativa que mais atende às suas necessidades, preferências e orçamento. Afinal, ainda que seja mais caro, o móvel planejado será totalmente personalizado.

Analise os modelos

Como falamos, existem muitos modelos de guarda-roupas disponíveis no mercado e por isso, nem sempre é fácil escolher o ideal, mas com algumas dicas isso pode se tornar mais simples. Por exemplo, modelos de duas portas são mais compactos e indicados para pessoas solteiras. Por outro lado, guarda-roupas de quatro portas conseguem atender casais e pessoas que tem maior quantidade de peças. Contudo, geralmente esse modelo não possui divisórias para roupas de cama, sapatos, etc. Agora, se você quer uma alternativa completa, os de 8 portas serão excelentes. Mas, não se esqueça que se o móvel não tiver portas de correr, é necessário deixar um espaço de 60 cm livres para a abertura.

Considere o espaço interno e divisórias

Além da quantidade de portas, o espaço interno do guarda-roupa é um dos pontos mais importantes para observar. Afinal, de nada adianta um modelo com 6 ou 8 portas, se as divisórias não forem distribuídas de forma inteligente. Sendo assim, tente imaginar como é seu dia a dia e qual será a melhor forma de armazenar seus pertences. Com isso em mente, poderá escolher qual modelo de divisória mais irá se adequar a você.

Observe o material

Vale lembrar ainda que o material irá impactar na qualidade e durabilidade do móvel e também no seu bolso, sendo necessário escolher aquele que compense o investimento. Existem muitas opções disponíveis, sendo que os mais utilizados são MDF e MDP, que apresentam um bom desempenho e possuem tratamento antifúngico. Contudo, também existe a possibilidade de ser fabricado com a madeira maciça.

Escolha as cores certas

A cor do guarda-roupa precisa combinar com o ambiente, a fim e garantir leveza e harmonia na decoração. Sendo assim, o mais indicado para quartos são cores neutras e claras, visto que oferecem maior tranquilidade na hora de dormir, por exemplo. Contudo, dependendo do estilo de decoração e tamanho do cômodo, você também pode optar por cores vibrantes ou pela cor natural da madeira.

Pense na praticidade

De nada adianta você comprar um guarda-roupa bonito se ele não for prático no dia a dia. Sendo assim, é importante analisar tudo o que ele pode te oferecer, observando a quantidade de gavetas, divisórias para roupas de cama, acessórios, sapatos, bolsas, calças entre outros itens. Assim, você garante não apenas beleza para seu quarto, mas também funcionalidade e qualidade de vida.

Priorize a qualidade

Por fim, mas não menos importante, devemos ressaltar que é melhor você investir em um guarda-roupa de boa qualidade e durável do que pensar somente em economizar. Isso porque, as chances de adquirir um móvel de baixa qualidade são grandes, sendo necessário realizar a substituição em um curto período de tempo. Com isso, é provável que você gaste o dobro do que gastaria com a compra de um item realmente bom.

Então, agora que você sabe como escolher o melhor guarda-roupa para seu novo lar, já pode colocar em prática nossas dicas. Sendo assim, lembre-se de observar o estilo de decoração do quarto, a fim de garantir harmonia e sofisticação ao ambiente. Da mesma forma, é importante fazer uma boa pesquisa e observar com atenção detalhes como divisórias, por exemplo. Dessa forma, você terá um guarda-roupa não apenas bonito, mas que também será funcional e prático em seu dia a dia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *